Em Assis, Papa diz que gostaria de 'mandar todos para o céu'

ASSIS, 04 AGO (ANSA) - O papa Francisco fez uma visita nesta quinta-feira (04) à cidade de Assis, na Itália, e falou sobre a importância do perdão para a vida de todos os cristãos. A cidade celebrou, no último dia 2, os 800 anos do "Perdão de Assis" ou "Porciúncula", uma das indulgências mais importantes da Igreja Católica.   

"Quero lembrar hoje, antes de tudo, as palavras que, segundo uma antiga tradição, São Francisco pronunciou aqui mesmo, perante todo o povo e os bispos: 'Quero mandar todos vocês para o paraíso'. O que eu poderia pedir de mais bonito no 'Perdão de Assis' se não o dom da salvação, da vida eterna com Deus e da alegria sem fim que Jesus conquistou com sua morte e ressureição?", disse o Pontífice.   

Segundo Jorge Mario Bergoglio, o perdão "é a principal estrada a ser seguida" para atingir um lugar no céu. Citando a "Porciúncula", o Papa ressaltou que "como é bonito que todos falem de perdão" e disse que o "perdão é um presente do Senhor".   

"Mas, como é difícil perdoar, não é? O perdão é um carinho e está bem longe do gesto 'você vai me pagar'. O perdão é outra coisa. É o amor do Pai, não a nossa pretensa justiça. Quando estamos em dívida com os outros, nós pedimos a misericórdia.   

Mas, quando estamos com crédito, invocamos a justiça", disse ainda o líder da Igreja Católica. Para o sucessor de Bento XVI, o mundo atual está muito preso "ao rancor e nutre muito ódio, que estraga a própria vida ao invés de encontrar a alegria da serenidade e da paz". Lembrando o Ano Santo da Misericórdia, invocado pelo Papa no ano passado, o líder católico pediu que o perdão "renove" a Igreja Católica para que ela ofereça "testemunho" ao mundo atual.   

"Por que devemos perdoar uma pessoa que nos fez mal? Porque todos nós fomos perdoados primeiramente e infinitamente muito mais do que podemos. A parábola conta isso. Como Deus nos perdoa, assim também nós devemos perdoar a quem nos faz mal", concluiu Francisco.   

Saindo da programação combinada, Bergoglio confessou os fiéis que estavam no local e visitou a enfermaria do Convento de Assis. O Papa volta dentro de algumas horas para o Vaticano.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos