Frontex resgatou mais de 31 mil na costa da Itália em 2016

BRUXELAS, 4 AGO (ANSA) - Nos primeiros sete meses de 2016, as embarcações da agência da União Europeia para Controle de Fronteiras (Frontex) resgataram mais de 31 mil pessoas na costa da Itália.   

Ao total, foram 455 embarcações clandestinas -- e quase 67 mil pessoas -- que viajavam com destino a Itália e Grécia resgatadas desde o começo do ano.   

Quase diariamente, embarcações clandestinas partem da costa da África rumo ao sul da Europa. Como o território italiano está a apenas 100 km de distância por mar, acaba sendo o principal destino dessas viagens. Frequentemente, os barcos afundam e causam grandes tragédias, como a do último dia 18 de abril, que fez cerca de 700 vítimas. OIM - No começo desta semana, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) informou que 4.027 imigrantes ou refugiados faleceram até agosto deste ano ao tentar uma nova vida em outro país. O número é 26% maior do que o registrado no mesmo período no ano passado. De acordo com a entidade, 3.120 mortes ou desaparecimentos ocorreram apenas no Mar Mediterrâneo, um aumento de 60% na comparação com os primeiros sete meses de 2015. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos