Governo da Itália expulsa 3 suspeitos de terrorismo

ROMA, 04 AGO (ANSA) ? O ministro italiano do Interior, Angelino Alfano, informou que o país expulsou mais três pessoas suspeitas de terrorismo nesta quinta-feira (04), elevando para 41 o número de estrangeiros deportados apenas em 2016. Dois dos expulsos são tunisianos que, através do Facebook e de aplicativos para celulares, manteriam contato com representantes do extremismo religioso, especificamente, com o grupo Jabat al-Nusra.   

Já o terceiro, trata-se de um marroquino de 34 anos que morava em Fidenza, na província de Parma, no norte da Itália. O homem ficou conhecido pelas autoridades por compartilhar textos de apologia ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI, ex-Isis) no Facebook.   

"Foi executada a terceira expulsão deste dia, na sequência de um mandado por mim firmado por motivos de segurança de Esado. Com essa, atingimos 41 expulsões desde o dia 1º de janeiro de 2016 e 107 com todo o ano de 2015. O homem estava em contato virtual com internautas de mesma orientação, entre os quais, dois prováveis militantes da organização terrorista", informou o ministro. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos