Atentado em hospital deixa ao menos 93 mortos no Paquistão

ROMA, 8 AGO (ANSA) - Ao menos 93 pessoas morreram em um atentado suicida realizado em um hospital em Quetta, no Paquistão, informou o Ministério da Saúde local nesta segunda-feira, dia 8.   

O premier paquistanês, Nawaz Sharif, lamentou o ataque e expressou "sua profunda tristeza e angústia pela perda de preciosas vidas humanas".   

A explosão aconteceu pouco após o corpo de Bilal Kasi, um importante advogado da região, ter sido levado ao local. Ele foi morto em um tiroteio. Ainda não se sabe se os dois episódios estão relacionados e nenhum grupo reivindicou autoria do atentado. Testemunhas descrevem uma cena terrível, com pedaços de corpos, sangue e cacos de vidro espalhados pelas imediações do hospital e dezenas de pessoas chorando.   

Esse é o atentado mais sangrento registrado neste ano na região do Baluquistão. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos