Após mortes de prefeitos,municípios pedem proteção no México

CIDADE DO MÉXICO, 9 AGO (ANSA) - A Confederação Nacional de Municípios do México (Conamm) exigiu que o governo do país crie um plano para proteger os prefeitos da nação latino-americana, considerados a parte mais fraca da estratégia do Estado para lutar contra o crime organizado.   

O pedido foi feito à Comissão Nacional de Segurança (CNS) pelo secretário-geral do Conamm, Sergio Arredondo Olvera, pouco tempo após o assassinato de três prefeitos do país, que aconteceram nas últimas duas semanas.   

Ao menos 83 chefes de municípios foram mortos no México desde 2006, data que coincide com o início de uma ofensiva contra o crime organizado mexicano posta em prática pelo ex-presidente Felipe Calderón há exatamente uma década.   

O pedido de que o governo protegesse os prefeitos mexicanos também partiu do Partido da Revolução Democrática (PRD), principal frente de esquerda. O motivo seria que os prefeitos são "calcanhares de Aquiles" da luta contra o crime organizado e o narcotráfico.   

O comissário titular do CNS, Renato Sales Heredia, afirmou durante uma coletiva que tem a melhor disposição para definir ações conjuntas para a segurança municipal.   

Por isso, ele decidiu estabelecer uma "mesa de trabalho" com autoridades do governo central e das prefeituras para alcançar o objetivo de contar com "autoridades confiáveis, capacitadas e certificadas" a nível municipal.   

O resultado da reunião deverá ser um "protocolo para a segurança dos prefeitos", devido aos assassinatos dos chefes de Pungabarato, Ambrosio Soto, San Juan Chamula, Domingo López, e Huehuetlán El Grande, José Santamaría Zavala, nas últimas duas semanas.   

O organismo que representa os prefeitos se mostrou disposto a fazer uma "frente comum" com os governos dos estados e com a autoridade federal para se coordenar e fazer o intercâmbio de ações que "evitem feitos violentos" contra os chefes das cidades. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos