Furacão Earl deixa mais de 46 mortos no México

Por Marcos Romero CIDADE DO MÉXICO, 9 AGO (ANSA) - O furacão Earl já deixou 46 mortos no México, mas o número de vítimas pode subir nas próximas horas, já que há ao menos 11 pessoas desaparecidas, de acordo com as autoridades locais. Familiares, voluntários, soldados e bombeiros tentam localizar os 11 desaparecidos em meio ao lodo e às pedras arrastadas pelos ventos e chuvas. A previsão meteorológica para os próximos dias também não é otimista e as chuvas devem continuar. O governo mexicano acredita que 100 mil pessoas estejam em área de risco nos estados de Oaxaca, Guerrero, Hidalgo, Veracruz e Puebla. Outras 50 mil já foram obrigadas a deixarem suas casas. O coordenador geral da Defesa Civil, Felipe Puente, informou que a maioria das vítimas é do estado de Puebla (31 mortos), principalmente da cidade de Huauchinango, onde uma colina desmoronou em cima do povoado no último domingo e matou 11 pessoas.   

Em Puebla, várias regiões também estão isoladas, sem comunicação, devido aos deslizamentos de terra. O governo abriu sete abrigos temporários para 1,8 mil pessoas. Antes de chegar ao México, o furacão Earl passou por Belize e pelo norte da Guatemala. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos