Itália multará banhistas que 'reservam' lugar na praia

ROMA, 9 AGO (ANSA) - Algumas regiões da Itália irão multar banhistas que acordam cedo para reservar "vagas" na praia com toalhas e cadeiras, um hábito que costuma causar muita discórdia no país.   


Em muitos casos, as cadeiras e mesas são colocadas nas praias para guardar os melhores pontos e depois "alugá-los" a turistas, em outros se tratam de pessoas querendo guardar lugar para amigos e parentes.   


As autoridades da Toscana e da Sardenha querem estipular uma multa de 200 euros para aqueles que acordam de madrugada apenas para assegurar um lugar na praia com seus pertences.   


Para os defensores da operação "Mar Seguro", a prática é injusta com os demais banhistas que querem aproveitar o mar e muitas vezes são impossibilitados por conta da falta de espaço.   


Representantes da Guarda Costeira italiana explicaram, em entrevista ao jornal local "La Reppublica", que a ação tem como objetivo proteger a comunidade de todas as formas de abuso que limitam o direito de uso do mar. No último sábado, foram confiscadas quase 40 cadeiras e 30 guarda-sóis, em Livorno, além de toalhas e até mesmo trajes de banho deixados na praia. Segundo o "La Reppublica", o hábito teve início com a chegada dos primeiros turistas às praias italianas, após a II Guerra Mundial, e nunca saiu de moda. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos