Noiva é levada ao altar por homem que recebeu coração do pai

SÃO PAULO, 9 AGO (ANSA) - Cerca de dez anos após perder o pai em um assalto, a norte-americana Jeni Stepien deu um jeito de tê-lo presente em seu casamento. Ela convidou o homem que recebeu o coração de Michael Stepien, que era doador de órgãos, para levá-la ao altar.   


Isso foi possível pois Jeni mantém contato há anos com Artur Thomas, conhecido como Tom, após ele lhe escrever no natal seguinte à operação, agradecendo o gesto que salvou sua vida.   


Eles se tornaram amigos sem nunca se conhecer pessoalmente. A noiva contou ao site norte-americano "Huffington Post" que não queria pressioná-lo a atender o pedido, por isso consultou familiares sobre a ideia. "Minha mãe ficou bastante emocionada com a ideia e disse que seria uma linda forma de homenagear meu pai", explicou Jeni.   


Eles se conheceram um dia antes do casamento. Jeni o recebeu entre abraços e lágrimas. "Você pode sentir isso?", perguntou Tom à noiva sobre o pulsar do coração que havia pertencido a seu pai. A cerimônia aconteceu na última sexta-feira, dia 6, e foi registrada pela emissora local "KDKA". "Estou muito grata por meu pai estar aqui conosco hoje em espírito e também com uma parte de seu corpo. Foi muito especial para todos", disse na ocasião.   


"Não imagino honra maior do que levar ao altar a filha do homem que me deu seu coração", declarou Tom, por sua vez.   


Jeni espera que sua história sirva de exemplo para que outras pessoas se sintam animadas a serem doadoras de órgãos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos