Pistorius é colocado na vigilância antissuicídio

ROMA, 14 AGO (ANSA) - O ex-atleta olímpico Oscar Pistorius, condenado a seis anos de prisão pelo assassinato de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, foi colocado na vigilância antissuicídio após ter aparecido com feridas no pulso.   


O sul-africano chegou a ser internado em um hospital para tratar dos machucados, e a imprensa local está convencida de que ele tentou se matar. Oficialmente, a direção da prisão diz que Pistorius se feriu ao cair da cama na cela, versão que é sustentada pela família.   


Por outro lado, sites da África do Sul publicaram neste domingo (14) que o ex-atleta acusou três enfermeiras da penitenciária de Kgosi Mampuru de terem tentado matá-lo com substâncias tóxicas.   


Ele teria até pedido uma transferência de prisão, o que foi negado.   


Pistorius havia sido sentenciado inicialmente a cinco anos de prisão por homicídio culposo (quando não há intenção de matar), mas um tribunal de segunda instância revisou a sentença para homicídio voluntário (quando a pessoa assume o risco de tirar a vida de outra) e elevou a pena para seis anos de reclusão.   


Até hoje o ex-atleta alega que confundiu a namorada com um assaltante, embora ela estivesse trancada dentro do banheiro.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos