Nove entre 10 pais acham que o look dos filhos é importante

Por Agnese Ferrara ROMA, 15 AGO (ANSA) - Para nove entre 10 pais, o visual dos seus filhos é extremamente importante. É possível observar nas redes sociais que, cada vez mais, mamães e papais do mundo inteiro estão postando fotos de suas crianças, bem arrumadas e na moda.   


Com o reinado da cultura da selfie, as crianças são expostas ao mundo virtual bem cedo. "O fenômeno é recente, mas cresce de modo exponencial de mês em mês; a estética dos bebês está se tornando sempre mais importante para os pais", aponta um estudo realizado pela sociedade britânica de pesquisas de mercado global Canadean. A mania das "crianças bonitas e estilosas" relembra os velhos concursos de beleza infantis que aconteciam desde a década de 1950, com a diferença que atualmente os bebês são expostos para todos os tipos de pessoas na internet, entre amigos e familiares e completos desconhecidos. E essa moda de postar na internet imagens e vídeos dos seus filhos desde pequenos, muitas vezes vestidos como adultos, explodiu completamente, com os pais de todo o planeta mostrando o crescimento dia a dia de suas crianças a um mundo hiperconexo.   


De acordo com a analista do Canadean Veronika Zhupanova, "98% dos pais russos se preocupam com o looks de suas crianças, enquanto nove em 10 pais na América Lantina afirmam que a imagem dos filhos é importante e 7 em 10 pais falam o mesmo nos Estados Unidos". "Em linhas gerais, se descobriu que em todos os países o interesse pelo visual de seus filhos está crescendo, com apenas algumas exceções. Apenas 53% dos neozelandeses dizem que cuidar dos looks é fundamental, por exemplo", explicou Zhupanova. Além disso, com o aumento da preocupação com o visual dos pequenos, crescem o número de empresas que criam linhas de maquiagem, perfumes e roupas de marca parecidas com peças de adultos, principalmente para as meninas. "Quem vende cosméticos para as crianças deve fazer a sua parte para não alimentar o fenômeno. Ou seja, é preciso trabalhar com mais sensibilidade. As marcas e a publicidade devem ter um posicionamento mais ético e atento, promovendo uma aproximação holística e colocando a ênfase na saúde, no bem-estar e na felicidade dos pequenos", afirmou Zhupanova. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos