Turismo rural italiano crescerá 8% até fim do verão europeu

ROMA, 15 AGO (ANSA) - Mais de 6,5 milhões de reversas são previstas no turismo rural italiano para o fim do verão deste ano no país europeu. Esse dado, que faz parte de uma pesquisa da Confederação Nacional dos Cultivadores Diretos, a Coldiretti, representa um crescimento estimado de cerca de 8% no setor em relação ao ano passado, principalmente por causa dos alemães, franceses e turistas do norte europeu que estão se hospedando mais na Itália.   


A pesquisa, feita em colaboração com o site de turismo rural "Terranostra", evidencia um interesse crescente nas regiões do campo italianas e nos seus produtos e em outras áreas mais tranquilas, distantes de grandes multidões e confusões.   


A maior concentração dessas reservas se encontra, neste mês, em localidades próximas ao mar, às montanhas ou a cidades que são refúgios de arte e de cultura. Sendo assim, algumas das regiões mais procuradas do país são a Púglia, Sicília, Calábria e Campânia, principalmente suas áreas costeiras ou suas zonas arqueológicas.   


Além disso, segundo a pesquisa, cerca de 70% dos italianos durante essas férias vistam fazendas, empresas de agricultores, cantinas e mercados de produtores locais para comprar artigos artesanais e caseiros. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos