Rússia usa base do Irã para fazer bombardeios na Síria

MOSCOU, 16 AGO (ANSA) - A Rússia realizou bombardeios contra os jihadistas do Estado Islâmico (EI, ex-Isis) e da Frente al-Nusra na Síria, partindo pela primeira vez do Irã, o que representa um marco na colaboração entre os aliados de Bashar al-Assad.   

Realizar ataques partindo da base Hamadan, no Irã, é considerado menos custoso e mais seguro pois menos combustível é usado e os aviões podem levar uma carga maior de bombas.   

Antes, as aeronaves russas partiam da base aérea de Mozdok, na Ossétia do Norte, e, com a mudança, o tempo de voo até a Síria diminui em cerca de 60%.   

As ofensivas foram realizadas nas regiões de Aleppo, que está sendo cercada pelas tropas fiéis a Assad, Deir ez-Zor e Idlib.   

Segundo as autoridades de Moscou, os bombardeios destruíram cinco depósitos de armas, três postos de comando e vários campos de treinamentos dos "terroristas", como são chamados os rebeldes por Damasco, matando diversos milicianos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos