Papa recebe Hollande após ataques terroristas na França

CIDADE DO VATICANO, 17 AGO (ANSA) - O papa Francisco recebeu o presidente da França, François Hollande, nesta quarta-feira, dia 17, em audiência privada no Vaticano.   

Fontes da Santa Sé revelaram à ANSA que o encontro durou cerca de 40 minutos. A audiência acontece há menos de um mês do assassinato do padre Jaques Hamel, que chocou a Igreja Católica. Na ocasião, Jorge Mario Bergoglio e Hollande conversaram por telefone e o Papa fez uma dura crítica ao terrorismo. Antes da reunião, Hollande lembrou a jornalistas que os católicos "foram submetidos a um teste muito difícil com a morte do padre" degolado por jihadistas do Estado Islâmico (EI, ex-Isis) recentemente em Rouen. "O país deve proteger o direito de acreditar ou não [na religião] e aqueles que moram na França devem ser livres para praticar sua fé", acrescentou. Além do terrorismo fundamentalista, a imprensa especializada acredita que os demais ataques na França, a luta contra o Estado Islâmico, a proteção dos cristãos no Oriente Médio e a situação da Europa também estiveram na pauta da reunião, cujo conteúdo debatido ainda não foi divulgado.   

O encontro entre o Papa e Hollande também deve encerrar um período de afastamento diplomático, após a demora da Santa Sé em aceitar as credenciais do embaixador Laurent Stefanini, declaradamente gay. Após se reunir com o Papa, Hollande se dirigiu ao Palácio Apostólico, onde se reuniu com o secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos