Nos EUA, Ryan Lochte muda versão sobre assalto no Rio

SÃO PAULO, 18 AGO (ANSA) - O nadador norte-americano Ryan Lochte reafirmou em entrevista na noite desta quarta-feira (17) que foi vítima de um assalto no Rio de Janeiro, mas mudou a versão do crime. Dessa vez, o campeão olímpico afirmou à emissora "NBC" que foi roubado em um posto de combustíveis, quando os quatro nadadores norte-americanos saíam do banheiro. Na primeira versão, dada pelo próprio atleta à imprensa e à Polícia carioca, Lochte disse que os bandidos estavam fardados de agentes e que pararam o táxi onde ele e outros três nadadores norte-americanos estavam. Lá, teriam roubado cerca de US$ 700, mas teriam deixado os celulares e as credenciais com ele. A nova versão contada por Lochte ocorreu horas depois que dois dos quatro nadadores que estavam no táxi, Gunnar Bentz e Jack Conger, foram impedidos pela Justiça brasileira de volar aos Estados Unidos. A Polícia quer que eles esclareçam essas contradições antes de voltar para seu país-natal. Já Lochte e Jimmy Feigen já retornaram para casa antes da emissão judicial que solicitava o confisco dos passaportes.   


O suposto assalto, ocorrido na madrugada do sábado (13), começou a levantar suspeitas nos investigadores pelo fato de bandidos terem abordado um táxi, fato raro no Rio de Janeiro, e de que os celulares não foram levados - já que é comum bandidos focarem nestes itens em roubos. Além disso, um vídeo divulgado pelo tabloide "Daily Mail" mostra os quatro nadadores chegando por volta das 7h da manhã na Vila Olímpica de maneira descontraída. Lochte também reclamou à "NBC" pela maneira que está sendo tratado pela Polícia e pela imprensa em geral, já que se diz vítima de um crime, mas está sendo visto como culpado. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos