Nota de 50 mil pesos terá desenho de Gabriel García Márquez

Por Oscar Escamilla BOGOTÁ, 18 AGO (ANSA) - A partir desta sexta-feira, dia 19, a imagem do Nobel de Literatura Gabriel García Márquez estará nas novas notas de 50 mil pesos colombianos.   


De um lado, a cédula terá o desenho de corpo inteiro do criador do mundo fantástico "Macondo", onde o escritor estará vestindo o lique-lique (roupa típica da Colômbia) usado por ele para receber seu Prêmio Nobel em 1982. Além disso, a mão esquerda do escitor estará levantada e dela aparecerão mariposas. O desenho se parece bastante com a descrição dada no clássico "Cem Anos de Solidão".   


Já no outro lado da nota, aparecerá a imagem da "Cidade Perdida", núcleo da cultura indígena Tayrona, que habita a Serra Nevada de Santa Marta, no norte do país. A cédula de 50 mil pesos colombianos é a terceira que o Banco de la República (o equivalente ao Banco Central do país) lança de sua "nova família" de notas, com desenhos de dois ex-presidentes colombianos já falecidos, de uma antropóloga, de um poeta, de uma pintora e agora do escritor de "Amor nos Tempos do Cólera".   


A ideia de que as cédulas de 50 mil pesos homenageassem "Gabo" surgiu de uma lei aprovada no Congresso da Colômbia em 2014, logo após a morte do jornalista, cujo objetivo é manter a sua memória viva.   


As notas com a imagem do escritor começarão a circular a partir das 15h desta sexta, afirmou o Banco de la República, cujo gerente, José Darío Uribe, ressaltou que as células terão "elementos" de "última tecnologia" em segurança para evitar falsificações.   


"Faremos uma forte campanha para explicar às pessoas os elementos de segurança que são novidade, têm a última tecnologia em segurança", advertiu Uribe.   


O banco também explicou que "as notas da nova família" têm "tintas e fios de segurança de cores intensas com efeitos de mudanças de cor e de movimento que facilitarão a sua identificação".   


"[Elas] também atenderão com maior facilidade às necessidades de pessoas com limitações visuais, graças à diferenciação dos tamanhos e da incorporação de elementos tácteis", ainda explicou o banco em um comunicado.   


A de 50 mil pesos colombianos é a nota com o segundo maior valor que circula no país, ficando atrás da de 100 mil pesos, emitida no começo deste ano, mas que não é tão frequente nas mãos dos colombianos como a que trará o rosto do escritor.   


Além da nota de 100 mil pesos que tem a imagem do ex-presidente Carlos Lleras Restrepo (1996 - 1970), também já circula a de 20 mil pesos, que leva o rosto do ex-mandatário Alfonso López colombiano (1974 - 1978). As células que ainda entrarão em circulação neste ano são a de 10 mil pesos, que trará a figura da antropóloga Virginia Gutiérrez de um lado e a diversidade amazônica do outro, a de 5 mil pesos, que terá o rosto do poeta José Asunción Silva, e a 2 mil pesos, que é uma homenagem à artista visual local Debora Arango. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos