Twitter lança medidas para combater assédio e bullying

SÃO PAULO, 19 AGO (ANSA) - Nos últimos meses, o Twitter tem recebido diversas críticas e reclamações de usuários pela demora ou falta de ação da rede social em relação a tweets de assédio, bullying, preconceito e até terrorismo.   


Casos como o da atriz norte-americana Leslie Jones, da refilmagem "Ghostbuster", que recebeu milhares de mensagens racistas e sexistas, fizeram com que pessoas do mundo inteiro pressionassem o microblogue a tomar alguma atitude.   


E nesta quinta-feira, dia 18, o Twitter finalmente decidiu anunciar duas novas medidas para combater o problema. O primeiro mecanismo é o "Filtro de Qualidade" que visa "melhorar a qualidade de tweets que você vê usando uma variedade de sinais, tais como conta de origem e comportamento", além de filtrar tweets duplicados ou conteúdos que parecem ser automatizados.   


Já o segundo mecanismo, chamado de "Configurações de Notificações", é que os usuários poderão receber notificações apenas de pessoas que eles seguem e poderão deixar de receber notificações de perfis que já os insultaram no passado.   


Essas duas medidas não são realmente novas. As duas já existiam e estavam em funcionamento nos anos anteriores em apenas algumas contas verificadas, principalmente de celebridades. Agora, no entanto, as configurações estão disponíveis para todos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos