Erdogan culpa EI por atentando suicida na Turquia

ANCARA, 21 AGO (ANSA) - Um ataque suicida em uma festa de casamento neste final de semana em Gaziantep, na Turquia, deixou ao menos 50 mortos e quase 100 feridos.   

A explosão, que as autoridades atribuem aos jihadistas do Estado Islâmico (EI, ex-Isis), devastou o local onde a celebração era realizada. Até o momento, nenhum grupo reivindicou autoria do ataque, no entanto.   

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, condenou fortemente o atentado e disse acreditar que tenha sido realizado por um jovem de entre 12 e 14 anos.   

"Este jogo canalha que tentam em Gaziantep não vai funcionar. É preciso decifrar as intenções verdadeiras por trás destas provocações a nossa nação. Não vamos comprometer a união, convivência e fraternidade" de nosso país, declarou Erdogan em comunicado.   

Gaziantep é uma das maiores cidades da Turquia e se localiza próxima à fronteira com a Síria.   

A Turquia tem sido palco de uma série de ataques desde o final do ano passado que são, em sua maioria, reivindicados pelos terroristas do EI ou pelos militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que lutam pela independência da região. Além disso, o ataque foi registrado pouco mais de um mês após uma tentativa fracassada de golpe de Estado contra Erdogan que complicou o cenário político turco.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos