Empresa tira patrocínio de Lochte e dá dinheiro a crianças

SÃO PAULO, 22 AGO (ANSA) - O nadador norte-americano Ryan Lochte perdeu o patrocínio com a marca Speedo devido à sua mentira sobre um assalto no Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos. A empresa era uma das principais patrocinadoras do atleta havia mais de uma década e emitiu nesta segunda-feira (22) o comunicado sobre a decisão. "A Speedo EUA anuncia hoje a decisão de acabar com o patrocínio de Ryan Lochte. Embora tenhamos desfrutado de uma relação vencedora com Ryan, não podemos tolerar um comportamento que é contrário aos valores desta marca. Agradecemos suas realizações e esperamos que ele siga em frente e aprenda com esta experiência", disse. A Speedo também informou que doará parte dos US$ 50 mil que iriam a Lochte para um projeto da ONG Save The Children no Brasil. O nadador dissera que tinha sido vítima de um roubo no Rio, mas a polícia não encontrou provas do crime. Pressionado, ele confessou que havia mentido e que inventara a história do assalto para esconder uma consufão da qual participou em um posto de gasolina na Barra da Tijuca. Criticado pelo público, Lochte se desculpou. "Quero pedir desculpas pelo meu comportamento na semana passada, por não ter sido mais cuidadoso e sincero na forma como eu descrevi os eventos daquela manhã e por meu papel em tirar o foco de vários atletas que estavam realizando seus sonhos em participar das Olimpíadas", escreveu Lochte. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos