Rússia anuncia retirada de militares de base no Irã

MOSCOU, 22 AGO (ANSA) - O embaixador de Moscou em Teerã, Levan Dzhagarian, anunciou nesta segunda-feira (22) que os militares russos abandonaram a base aárea de Hamadan, no Irã, local que estava sendo usado para lançar mísseis à Síria. A declaração do diplomata foi reproduzida pela agência de notícias Interfax. Segundo ele, a base aérea só será utilizada novamente se os governos da Rússia e do Irã "acharem necessário e indispensável". "Um uso extra da base aérea de Hamadan, no Irã, por parte da aviação russa ocorrerá em acordo recíproco na luta contra o terrorismo e em vista da situação vigente na Síria", garantiu, por sua vez, o general Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia. "Atualmente, todos os aviões russos que participam de operações estão já em território nacional". Em 2015, a Rússia anunciou que daria apoio aéreo e terrestre ao governo sírio, de Bashar al-Assad, para combater grupos rebeldes e a organização terrorista Estado Islâmico (EI). No dia 16 de agosto, o Ministério da Defesa da Rússia informou que os bombardeios na Síria com TU-22M3 e SU-34 tinham partido de Hamadan apara atingir alvos em Apeppo, Deir Ezzor e Idlib.   

Até então, os ataques tinham partido de bases no território russo. Mas o Irã nega que os aviões de Moscou tenham usado sua base para lançar mísseis à Síria. No fim de semana, o ministro da Defesa do Irã, Husein Dehkan, disse que em nenhuma hipótese o país permitirá que a Rússia utilize bases aéreas e que os aviões do país apenas fazem pousos em Hamadan para, depois, seguirem em voo à Síria. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos