Trégua em Aleppo depende da ONU, dizem autoridades de Moscou

MOSCOU, 23 AGO (ANSA) - A primeira trégua humanitária de 48 horas em Aleppo deve ser programada após as Nações Unidas (ONU) anunciarem que os pacotes de ajuda "estão prontos para serem entregues aos habitantes da cidade".   

Informação foi divulgada pelo ministro de Defesa russo, Anatoli Antonov, em entrevista à agência de notícias local "Tass". O enviado da ONU para a Síria, o italiano Staffan de Mistura, pede uma trégua humanitária de 48 horas nos enfrentamentos registrados na cidade de Aleppo para ajudar a população, que sofre com a falta água e eletricidade. Por conta dos incessantes ataques em Aleppo, nenhum comboio de ajuda foi capaz de chegar à cidade nos últimos dias e a ajuda foi suspensa.   

Nas últimas semanas a ofensivas de aliados ao ditador Bashar al-Assad ampliaram o cerco a Aleppo, especialmente com a ajuda de bombardeios de caças russos, afetando, além de rebeldes, muito civis.   

Histórico - A Síria sofre com uma guerra civil desde 2011, quando opositores ao regime de Assad iniciaram uma rebelião armada para tirar o ditador do poder, inspirados pela Primavera Árabe. Sem sucesso, o conflito continua até hoje e o grupo extremista Estado Islâmico domina grandes porções de terra do norte do país. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos