Moradores de Amatrice protestam após mudança em funeral

AMATRICE E ROMA, 29 AGO (ANSA) - Sobreviventes do terremoto que atingiu a cidade de Amatrice, na Itália, na última quarta-feira (24), estão protestando contra a decisão da província de Rieti de transferir o funeral das vítimas da cidade para o aeroporto militar da região.   

Os moradores, que estão em tendas montadas pelos socorristas em Amatrice, não se conformam com as mudanças. "Nós não vamos a Rieti. Nos deem nossos mortos. Eles precisam vir de Rieti, não nós irmos até lá", disse um idoso.   

Já o padre Don Fabio, que celebraria a missa na cidade italiana, também lamentou a decisão. "Uma decisão muito dolorosa para nós.   

Eu não vou para Rieti, não vou. Vou celebrar aqui", ressaltou o religioso.   

A decisão de mudar o local do funeral foi anunciada nesta segunda-feira (29), após dias de confirmação de que a cerimônia seria realizada em Amatrice. A maior parte dos corpos das vítimas fatais da cidade, que contabiliza 229 dos 290 mortos, estão no aeroporto militar de Rieti.   

- Imagens do espaço: A "constelação" de satélites italianos Cosmo SkyMed divulgou as primeiras imagens aéreas dos danos provocados na região central da Itália. As imagens foram divulgadas pela Agência Espacial Italiana (Asi, na sigla em italiano).   

- UE autoriza flexibilização: A Comissão Europeia vai autorizar por "um curto período de tempo" a flexibilização das suas regras financeiras e econômicas para ajudar na reconstrução das cidades italianas destruídas.   

Segundo um porta-voz da entidade, a medida será semelhante à aplicada na época de outros terremotos, como ocorreu em 2009 na região de Abruzzos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos