Economia italiana registra crescimento zero no 2º trimestre

ROMA, 2 SET (ANSA) - A economia italiana apresentou crescimento zero na comparação com o trimestre anterior, informou o Instituto Italiano de Estatísticas (Istat) nesta sexta-feira (2). Os dados apresentados hoje já são aqueles dessazonalizados e, ao contrário do que previa o governo, foram mantidos como estáveis.   

Já na comparação com o mesmo trimestre de 2015, o crescimento foi de 0,8% contra os 0,7% apresentados de maneira preliminar no dia 12 de agosto. Com isso, a perspectiva de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para o ano de 2016 teve uma leve alta: de 0,6% previstos em agosto para 0,7% com os dados oficiais.   

Pesaram no crescimento zero uma forte queda no setor da indústria, que apresentou retração de 0,6% no trimestre, enquanto os setores de serviços e da agricultura foram os que mais cresceram, com 0,2% e 0,5%, respectivamente.   

Além disso, apesar dos serviços terem apresentado alta, o Istat informou que o consumo dos italianos está "parado" e os investimentos apresentaram queda entre os meses de abril e junho.   

Questionado sobre os resultados, o ministro da Economia, Pier Carlo Padoan, limitou-se a dizer que "o PIB está crescendo e esse é meu comentário'.   

Já o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, durante um evento que está ocorrendo em Cernobbio para debater a economia do país, afirmou que "o ano de 2016 fechará melhor que o de 2015, que já fechou melhor que o de 2014, de 2013 e de 2012 e isso é um resultado incontestável". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos