Turquia diz que presidente do Uzbequistão morreu

ISTAMBUL, 2 SET (ANSA) - O presidente do Uzbequistão, Islam Karimov, de 78 anos, morreu após sofrer uma hemorragia cerebral.   

O anúncio foi feito hoje (2), em uma coletiva de imprensa em Ancara pelo primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, expressando suas condolências ao país. Antes, o governo uzbeque havia informado que Karimov estava em "críticas" condições de saúde, mas a confirmação a confirmação oficial da morte ainda não veio. O presidente foi internado na semana passada e, desde então, não se teve notícias do seu estado.   

Nascido em 30 de janeiro de 1938, Islam Karimov era casado com Tatyana Karimov e tinha três filhos. Ele governou o Uzbequistão desde 1989, ainda antes da União Soviética se desfazer. Karimov foi o último líder do Partido Comunista da então República Socialista Soviética do Uzbequistão e liderou a transição para um país independente, em 1991, mantendo-se no poder.   

Criticado no Ocidente e por ativistas de direitos humanos, Karimov tinha sido reeleito em 2015, com 90% dos votos, e aparentemente não há nenhum político no país considerado seu sucessor. Com isso, a nova liderança uzbeque deverá ser decidida nos bastidores entre membros do governo e familiares do presidente. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos