Recém-eleita, prefeita de Roma enfrenta nova crise

ROMA, 4 SET (ANSA) - Após a renúncia de cinco membros do seu gabinete, na maior crise instalada na Prefeitura de Roma desde sua posse, Virgina Raggi enfrenta um novo desafio político. A assessora municipal de Meio Ambiente, Paola Muraro, estaria sendo investigada pela Promotoria da capital italiana por abuso de poder e violação de leis ambientais, segundo publicado pela imprensa local neste domingo (4). O nome da assessoria estaria no registro de investigados há três meses, isto é, antes da eleição de Raggi à Prefeitura pela legenda opositora Movimento 5 Estrelas (M5S).   

Raggi foi eleita prefeita de Roma em junho e entrou para a história como a primeira mulher a ocupar o cargo. No entanto, na última semana, Raggi enfrentou sua maior crise política, quando cinco membros do seu gabinete deixaram o cargo em menos de 12 horas. Tudo começou quando a prefeita postou no Facebook que demitiria a chefe de Gabinete, Carla Ranieri, em nome da "transparência", visto que a assessora aparecera numa lista da Autoridade Nacional Anticorrupção (Anac). (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos