Com escândalos, prefeita de Roma convoca reunião de crise

ROMA, 5 SET (ANSA) - Eleita há menos de três meses e já tendo que enfrentar um escândalo político, a prefeita de Roma, Virginia Raggi, convocou para esta segunda-feira (5) uma reunião de crise no Palácio do Campidoglio.   

A prefeita também divulgou um vídeo no Facebook no qual admite que enfrenta problemas na admistração municipal, mas garante que continuará trabalhando. "Encontramos algumas pequenas resistências, mas não se assuntem, sabíamos disso e seguiremos adiante", disse Raggi, de 38 anos, a primeira mulher a assumir Roma.   

Ontem, Raggi escolheu o novo assessor municipal de Finanças, Raffaele De Dominicis, que substituirá Marcello Minenna. Este último renunciou ao cargo na semana passada, quando outros quatro membros do gabinete da prefeita deixaram seus cargos em forma de protesto contra uma decisão de Raggi. Além das demissões coletivas, a prefeita passa por outro momento delicado, com sua assessora de Meio Ambiente, Paola Muraro, na lista de investigados da Promotoria de Milão por abuso de poder e violação de leis ambientais. O escândalo veio à tona ontem (4), um dia antes de Raggi e Muraro prestarem depoimento à Comissão Ecomáfia. Mas o depoimento ocorrerá depois da reunião de crise política agendada pela prefeita com seu gabinete. "Erramos, mas agora estamos mais fortes", disse Raggi, em entrevista ao jornal "Corriere della Sera". A prefeita também contou que recebeu uma mensagem de apoio do líder de seu partido, o ex-comediante e opositor Beppe Grillo, do Movimento 5 Estrelas (M5S). (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos