Merkel lamenta derrota em eleições regionais na Alemanha

BERLIM, 4 SET (ANSA) - O partido de ultradireita Alternativa para a Alemanha (AFD) - que é eurocético e contra a política de imigração alemã - ficou em segundo lugar nas eleições regionais realizadas no último final de semana em Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, aumentando consideravelmente sua força política dentro do país. O Partido Social-Democrata (SPD) recebeu mais de 30% dos votos, seguidos pelo AFD, com pouco mais de 20%, enquanto a governista União Democrata-Cristã (CDU) ficou em terceiro lugar, com cerca de 19%.   

O resultado é simbólico, pois esta é a região que, desde os anos 1990, vem elegendo a chanceler Angela Merkel ao Parlamento.   

Segundo analistas, a líder do governo alemão terá que lidar, cada vez mais, com o descontentamento sobre sua política de "portas abertas" aos imigrantes, considerado um "ato arriscado".   

Na China, onde participa do G20, Merkel disse estar "muito triste" com o resultado e que sua prioridade vai ser reconquistar a confiança dos eleitores.   

Nas demais três eleições regionais realizadas neste ano, o AFD nunca teve menos de 10% dos votos. Segundo uma sondagem publicada no último domingo, dia 4, o partido tem, em nível nacional, 12% das intenções de voto para as eleições do próximo ano, tornando-se a terceira força política dentro da Alemanha.   

A líder da legenda, Frauke Petry, tem entre suas propostas disparar contra os imigrantes clandestinos que tentem entrar no país. Itália - À beira do G20, que acontece na China, o premier da Itália, Matteo Renzi, um europeísta convicto, subestimou os resultados do pleito na Alemanha. "Uma eleição regional deve ser considerada como tal. Não existe a necessidade de fazer um caso nacional disso", apontou, em declaração a jornalistas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos