Referendo constitucional na Itália será entre 15/11 e 05/12

ROMA, 06 SET (ANSA) - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, afirmou nesta terça-feira (6) que o referendo sobre sua reforma constitucional será realizado entre os dias 15 de novembro e 5 de dezembro.   

Inicialmente, a consulta estava prevista para outubro, mas a demora nos trâmites burocráticos provocou um atraso na data da votação. "Até 25 de setembro, fixaremos a data do referendo.   

Decidiremos depois de ouvir a opinião da oposição e de todas as forças políticas", disse o premier ao programa "Porta a Porta", da emissora "RAI".   

O referendo constitucional dirá se os cidadãos aceitam ou não o projeto do governo que reduz os poderes do Senado e acaba com o bicameralismo paritário na Itália. Se virar lei, a iniciativa extinguirá o salário dos senadores e concentrará o debate político na Câmara dos Deputados, além de eliminar a figura da província da Constituição.   

Renzi chegou a dizer que renunciaria se o "não" saísse vencedor da consulta popular, mas ultimamente vem amenizando o tom e tentando tirar dela o caráter de referendo sobre seu governo, que patina nas taxas de aprovação.   

"Eu não mudei de ideia, mas como muitos disseram que eu não devia personalizar o referendo, disse apenas que não falo mais do meu futuro. Esse referendo não diz respeito ao futuro de uma única pessoa", declarou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos