Filha de Salvador Allende tentará Presidência do Chile

SANTIAGO DO CHILE, 12 SET (ANSA) - Isabel Allende, filha do ex-líder chileno Salvador Allende, morto no golpe de Estado perpetrado por Augusto Pinochet em 1973, anunciou sua intenção de concorrer à Presidência do país. Isabel, senadora eleita pelo Partido Socialista, o mesmo da presidente Michelle Bachelet, ainda precisa do apoio da legenda para concorrer ao cargo, no entanto. Nas primárias ela enfrentará o ex-mandatário Ricardo Lagos (2000-2006).   

Aquele que for escolhido provavelmente irá enfrentar o ex-presidente conservador Sebastián Piñera, que governou o país entre 2010 e 2014, no pleito.   

O atual mandato de Bachelet se encerra em março de 2018 e as eleições Presidenciais serão realizadas em 2017. Ditadura - O anúncio foi feito por Isabel neste domingo, dia que o país lembrou o aniversário de 43 anos do golpe de Estado que matou seu pai e impôs o governo militar de Pinochet, um dos mais violentos da região.   

Em ato oficial no Palácio La Moneda, Bachelet chamou a ditadura, que teve fim em 1990, de "uma história de horror, morte e desaparecimentos", que durou muito tempo. A família Allende esteve presente no ato, quando depositaram flores em um busto do ex-mandatário. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos