Mesquita frequentada por atirador da Pulse é incendiada

SÃO PAULO, 12 SET (ANSA) - A mesquita que era frequentada pelo atirador do massacre da boate gay Pulse, em Orlando, Omar Mateen, pegou fogo na noite desta segunda-feira, dia 11.   

De acordo com a emissora norte-americana "WPEC-TV", os vídeos de segurança do Centro Islâmico de Fort Pierce ainda estão sendo analisados pela polícia local, mas os responsáveis pelo caso já confirmaram que se trata de um incêndio criminoso.   

Segundo os investigadores, na madrugada, um homem foi visto chegando na mesquita em uma moto e foi em direção ao local com um recipiente com algum tipo de líquido. Minutos depois o edifício começou a pegar fogo. O incêndio foi apagado cerca de 5 horas depois.   

Os líderes da mesquita disseram que já haviam recebido ameaças, inclusive de que o prédio seria incendiado. O ato criminoso aconteceu um dia após o aniversário de 15 anos dos atentados de 11 de setembro de 2001. No entanto, não se têm provas de uma relação entre o ocorrido e a data. Além de Mateen, a mesquita também era frequentada por um terrorista, o norte-americano Moner Mohammad Abu Salha, que foi para a Síria para se tornar um homem-bomba. Para a investigação, os dois criminosos não tinham uma relação próxima. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos