Mapa detalhado da Via Láctea é enviado pelo Satélite Gaia

ROMA, 14 SET (ANSA) - A nossa galáxia pode ser instável o suficiente para romper em alguns milhões de anos, é o que indicou o membro do Instituto Nacional de Astrofísica (Inaf) e responsável científico do centro de análises de dados "Gaia", Mario Lattanzi. A hipótese divulgada nesta quarta-feira (14), foi baseada nas primeiras imagens, dados e informações coletados pelo Satélite Gaia. O equipamento foi lançado em 2013 pela Agência Espacial Europeia (ESA) para realizar o mapeamento da nossa galáxia e o resultado é o mapa mais preciso e completo em 3D da Via Láctea já feito.   

Até agora, a missão já mapeou mais de 1 bilhão de estrelas. Por isso, à partir divulgação do documento, os cientistas de todo o mundo estão em busca de novas descobertas siderais. "A análise inicia hoje, mas um aspecto visível desde o início é que o plano da nossa galáxia parece 'tiltado', com curvaturas que tornam a forma espiral irregular", disse Lattanzi à ANSA.   

"Isso significa que a Via láctea mudará com o tempo e que daqui milhões de anos pode se auto destruir", concluiu. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos