EUA anunciam morte de 'ministro da Informação' do EI

WASHINGTON, 16 SET (ANSA) - O Pentágono informou nesta sexta-feira (16) que matou o "ministro da Informação" do Estado Islâmico (EI, ex-Isis), Wa'il Adil Hasan Salman al-Fayad, em um ataque aéreo realizado no dia 7 de setembro em Raqqa, na Síria.   

Segundo o porta-voz da entidade, Peter Cook, "Dr. Wail", como era conhecido, era um dos líderes mais importantes do grupo terrorista e o responsável pela "supervisão" dos vídeos que mostravam as execuções e torturas cometidas pelos extremistas.   

Ainda de acordo com Cook, o "ministro" era muito ligado à Abu Muhammad al-Adnani, considerado o porta-voz dos jihadistas e morto em um ataque aéreo em 30 de agosto.   

- ONG denuncia violação de trégua: Apesar de estar vivendo uma trégua nas ações militares, a ONG Observatório Nacional para os Direitos Humanos na Síria (Ondus) informou que 54 pessoas foram mortas nas últimas 24 horas no país.   

Destes, 34 eram civis e 20 eram militantes de diversos grupos.   

Entre os civis, 11 eram crianças. O balanço mais sangrento ocorreu em Mayadin, cidade controlada pelo EI, onde 27 civis morreram em um ataque aéreo ocorrido ontem (15).   

A trégua humanitária atinge grandes partes do território sírio, mas não inclui as áreas dominadas pelos extremistas do EI e do Frente al-Nusra. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos