Mau tempo preocupa cidades atingidas por terremoto na Itália

ROMA, 16 SET (ANSA) - Há menos de um mês do terremoto que matou 297 pessoas na região central da Itália, as cidades que foram atingidas pelo tremor agora têm que enfrentar um novo problema: o das fortes chuvas que estão caindo na área.   

Em Arquata de Tronto, Acquasanta Terme e Montegallo, onde as aulas só voltaram nesta quinta-feira (15) com salas montadas em tendas e outras estruturas provisórias, a situação ainda está em controle, mas a Proteção Civil já organizou planos de evacuação para transferir os "moradores" das tendas para "zonas seguras".   

Já em Accumoli e Amatrice, cidade com o maior número de mortes causadas pelo tremor, chove forte há várias horas com poucos momentos de trégua, o que deve continuar até no mínimo meia-noite (até às 19h no horário de Brasília).   

No município de Norcia, o mau tempo combinado com pequenos tremores sentidos nesta quinta fizeram com que muitas pessoas fossem para centros de "acolhimento" e deixassem suas tendas. As aulas nas estruturas, aliás, foram prejudicadas pelas condições climáticas. E no distrito de San Pellegrino, alguns desmoronamentos destruíram prédios que já estavam visivelmente instáveis.   

"Estamos em alerta laranja [segundo mais forte da escala], com precipitações abundantes que hoje chegaram aos territórios atingidos pelo terremoto", disse o chefe da proteção Civil, Fabrizio Curcio.   

"Estamos tentando convencer as pessoas a abandonarem as tendas para usufruir das outras estruturas disponíveis, mas obviamente devemos respeitar a vontade delas e seu enraizamento na região.   

Todos estão esperando a construção das [novas] casas, que obviamente farão com que a situação fique mais simples", afirmou Curcio. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos