Moro aceita denúncia, e Lula vira réu na Lava Jato

SÃO PAULO, 20 SET (ANSA) - O juiz federal Sérgio Moro aceitou nesta terça-feira (20) uma denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e o tornou réu pela segunda vez no âmbito da Operação Lava Jato.   


A acusação havia sido apresentada na semana passada pelo Ministério Público Federal (MPF) de Curitiba, em inquérito conduzido pelo procurador Deltan Dallagnol. O MPF alega que Lula recebeu R$ 3,7 milhões em "vantagens indevidas" da construtora OAS em troca de contratos públicos.   


Entre esses benefícios estariam um apartamento tríplex no Guarujá - que está em nome da empreiteira, mas, segundo a promotoria, pertence ao ex-presidente - e R$ 1,3 milhão pagos pela OAS à empresa Granero para armazenar o acervo presidencial do petista.   


Além disso, segundo o Ministério Público, Lula era o "comandante máximo" do esquema de corrupção desvendado pela Lava Jato. Seu objetivo seria perpetuar o PT no poder. Na semana passada, após a apresentação da denúncia, o ex-presidente rechaçou todas as acusações e disse que iria "a pé ser preso" se alguém conseguisse provar sua culpa.   


Moro também aceitou denúncia contra a ex-primeira-dama Marisa Letícia, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, e cinco executivos ligados à OAS, incluindo seu ex-presidente Léo Pinheiro. O petista ainda é réu na Justiça Federal por obstrução das investigações da Lava Jato, ao lado do ex-senador Delcídio do Amaral, do banqueiro André Esteves e de mais quatro acusados.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos