Papa critica superficialidade de ajuda aos refugiados

ASSIS, 20 SET (ANSA) - Durante seu pronunciamento durante uma celebração ecumênica na Basília Inferior de São Francisco de Assis, na Itália, o papa Francisco criticou a diminuição dos apelos para a ajudados imigrantes e refugiados pelo mundo.   

"Eles [imigrantes] encontram muitas vezes o silêncio ensurdecedor da indiferença, do egoísmo daqueles que se sentem incomodados, da frieza daqueles que param de gritar por ajuda com a facilidade na qual se muda um canal da televisão. A eles é dado, como ocorreu com Jesus, o vinagre amargo da rejeição", disse o Pontífice aos líderes religiosos de diversas crenças.   

O sucessor de Bento XVI ainda afirmou que é preciso escutar o grito de socorro da vítimas da guerra e ajudá-las para sair desse sofrimento.   

"Podemos escutar a voz dos sofredores, o o choro escondido das crianças inocentes que são privadas da luz deste mundo, a súplica dos pobres e dos mais necessitados de paz. Eles imploram por paz, vítimas das guerras que poluem os povos com ódio e na terra das armas", disse ainda.   

Citando que os imigrantes tem "marcas e feridas" em sua alma por serem obrigados a deixar tudo que tem para trás, Jorge Mario Bergoglio convocou os cristãos "para contemplar o mistério do amor não amado e a derramar misericórdia no mundo".   

Após a celebração, os líderes religiosos foram para mais uma cerimônia, dessa vez ao ar livre, em um apelo pela paz no mundo.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos