Medalhista olímpico italiano é expulso de 'Big Brother'

ROMA, 03 OUT (ANSA) - O boxeador italiano Clemente Russo, medalhista de prata nas Olimpíadas de 2008 e 2012, foi expulso do programa "Grande Fratello VIP", versão do "Big Brother" destinada a famosos, por conta de declarações sexistas e violentas.   


Em uma conversa na semana passada, o ex-jogador de futebol Stefano Bettarini contava ao pugilista sobre suas relações extraconjugais quando era casado com Simona Ventura. Após o ex-atleta dizer que também suspeitava de uma possível traição da então esposa, Russo a chamou de "puta".   


Em seguida, sugeriu que a mulher tinha sorte de não ter sido pega em flagrante, do contrário Bettarini "a mataria". Além disso, dias antes, Russo havia chamado um participante de "friariello", uma forma pejorativa de se referir aos homossexuais em dialeto napolitano.   


O caso gerou uma chuva de reclamações pedindo a expulsão do boxeador e provocou até a intervenção do ministro da Justiça da Itália, Andrea Orlando, já que ele pertence ao grupo esportivo Fiamme Azzurre (Flamas Azuis, em tradução livre), ligado à Polícia Penitenciária.   


Orlando solicitou aos responsáveis pelo atleta que avaliassem se suas declarações violaram o código de conduta da instituição e são passíveis de procedimentos disciplinares. "As afirmações ditas na casa quebraram as regras e o espírito do Grande Fratello", disse a apresentadora Ilary Blasi, ao anunciar nesta segunda-feira (3) a expulsão de Russo.   


Aos 34 anos, o boxeador era candidato a medalha na categoria 91 kg dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, mas acabou eliminado nas quartas de final. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos