Renzi rebate Banco Central sobre previsão de crescimento

ROMA, 4 OUT (ANSA) - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, afirmou nesta terça-feira (4) que o tempo dirá "quem está certo" sobre as previsões econômicas para o crescimento do país.   

A fala foi uma resposta às críticas do Banco Central italiano (Bankitalia) criticando o "otimismo" do governo italiano.   

"Sobre as previsões, digo que em um ano saberemos que está certo. No último ano, nós fomos prudentes e a realidade foi melhor. É comum nós falarmos em décimos de diferença e, todas as vezes, nesse período, chegam os mesmos problemas sobre a ocupação dos estudantes, as polêmicas sobre as coberturas", disse à "Radio Capital".   

Segundo o premier, "o crescimento foi retomado, mas como um carro com o freio de mão ainda puxado".   

Já o ministro da Economia, Pier Carlo Padoan, fez coro ao premier durante uma sessão do Parlamento e afirmou que as projeções "não são uma loucura".   

"O 1% para o PIB em 2017 é um 'objetivo otimista' segundo alguns, 'ambicioso' segundo outros, mesmo sendo realizável.   

Também nós consideramos esse objetivo ambicioso porque nós temos o dever de atingi-lo. Essa ambição está baseada em uma manobra que dará um 'empurrão' ao crescimento", destacou Padoan falando sobre uma medida que será adotado para a retomada econômica em novembro. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos