Hillary foi melhor em 2º debate, diz pesquisa da CNN

NOVA YORK, 9 OUT (ANSA) - A candidata democrata Hillary Clinton se saiu melhor que o republicano Donald Trump e venceu o debate eleitoral realizado ontem à noite (8), de acordo com uma pesquisa divulgada pela rede CNN sobre a opinião dos telespectadores. Para 57% dos entrevistados, Hillary teve um desempenho mais satisfatório que Trump, que foi visto como o melhor apenas para 34% das pessoas consultadas. O debate televisivo foi marcado por trocas de acusações entre os candidatos. O magnata adotou uma técnica mais agressiva no palco para tentar afastar as críticas que recebeu nos últimos três dias, desde a veiculação de um vídeo seu, gravado em 2005, no qual aparece falando obscenidades sobre mulheres. As imagens e os comentários de Trump fizeram parte da liderança republicana, como o senador John McCain e a ex-secretária de Estado Condoleezza Rice, pedirem que o magnata desista da candidatura e que o seu vice de chapa, Mike Pence, assuma na reta final do pleito. No segundo debate eleitoral dos candidatos à Presidência, realizado na Universidade de Washington de St. Louis, no Missouri, Trump usou a tática de atacar sua rival para tirar o foco das críticas contra ele mesmo. "Não estou orgulhoso, peço perdão à minha família e ao povo norte-americano, mas foi uma conversa privada", disse Trump, ao se referir ao polêmico vídeo. "Tenho um grande respeito pelas mulheres". Questionado pelo mediado Anderson Cooper sobre se, alguma vez na vida, tinha tratado uma mulher como descrevera no vídeo, Trump negou. "Não, nunca fiz isso". "Jamais teve alguém na história da política que tenha abusado mais das mulheres como Bill Clinton", alfinetou o magnata, referindo-se ao marido de Hillary e ex-presidente dos EUA. Bill Clinton foi o protagonista de um grande escândalo sexual com sua estagiária na Casa Branca, Monica Lewinsky, e já foi acusado de abusos por outra mulher, mas o caso não chegou a ir à Justiça. Já Hillary se aproveitou da situação para criticar o caráter do adversário. "O vídeo mostra exatamente quem é o candidato republicano", afirmou. Durante o debate eleitoral, Trump fez outras acusações contra Hillary, dizendo que ela deveria ser "presa" e que "os Estados Unidos não podem ter mais quatro anos de Barack Obama, pois é isso que a democrata representa". A ex-secretária de Estado e ex-primeira-dama, por sua vez, acusou a Rússia de apoiar a candidatura do magnata. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos