Putin e Erdogan assinam acordo para gasoduto e selam paz

ISTAMBUL, 10 OUT (ANSA) - Quase um ano depois do abatimento de um caça russo pelas forças turcas na fronteira com a Síria, os presidentes Vladimir Putin e Recep Tayyip Erdogan sacramentaram a paz entre eles nesta segunda-feira (10) com a assinatura do acordo para a construção do gasoduto Turkish Stream.   

A obra servirá para transportar gás russo por meio do mar Negro até a Turquia, perto da divisa com a Grécia. O contrato foi firmado durante uma cerimônia em Istambul, deixando definitivamente para trás os desentendimentos entre Putin e Erdogan.   

O pacto também marcou a primeira visita do presidente da Rússia à Turquia, o mesmo que em novembro passado assinara um decreto impondo duras sanções econômicas a Ancara. A medida foi uma retaliação ao abatimento do caça, que matou um militar russo.   

Com o Turkish Stream, a Turquia conseguirá importar gás a preços mais baratos, em um projeto diretamente ligado à construção da central nuclear de Akkuyu, que deve ser concluída em 2022 e está sendo construída por uma estatal de Moscou.   

Ao longo dos próximos meses, o fluxo de mercadorias e viajantes entre os dois países deve voltar aos níveis anteriores à derrubada do caça, enquanto Putin tentará levar Erdogan para seu lado nas intrincadas discussões com os Estados Unidos sobre a guerra civil na Síria. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos