Premier visita zona atingida por terremoto na Itália

BARI, 11 OUT (ANSA) - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, visitou nesta terça-feira (11) a cidade de Amatrice e toda a zona atingida pelo terremoto de 24 de agosto, que deixou quase 300 mortos no centro da Itália. Amatrice, localizada na região do Lazio, província de Rieti, e berço do molho "alla matriciana", ficou completamente destruída e com um balanço sangrento de 237 vítimas no tremor de 6 graus na escala Richter. Renzi se reuniu com o prefeito Sergio Pirozzi e com o chefe da Defesa Civil, Fabrizio Curcio. O premier prometeu que a Justiça italiana "fará sua parte" para reparar os desabrigados e familiares das vítimas, e para investigar culpados pela proporção dos danos do terremoto. "Devemos, principalmente, pensar em reconstruir tudo, evitando desperdícios como os que já ocorreram no passado. Iremos adiante, fazendo as coisas bem e de maneira rápida", disse. O Conselho de Ministros da Itália aprovou hoje o decreto de lei que autoriza medidas e investimentos nas áreas atingidas pelo terremoto. "Aprovamos nesta manhã o decreto de lei sobre o terremoto.   

Tínhamos prometido: não deixaríamos vocês sozinhos. E assim faremos, todos juntos", escreveu Renzi no Twitter. As autoridades estimam que os danos causados pelo terremoto sejam de 4 bilhões de euros. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos