Advogados abandonam defesa de Salah Abdeslam

ROMA, 12 OUT (ANSA) - Os advogados de Salah Abdeslam, único acusado de participação nos atentados de 13 de novembro em Paris ainda vivo, abandonaram sua defesa por ele se recusar a colaborar com a justiça francesa.   

Segundo um deles, Frank Berton, Abdeslam decidiu não ser assistido por mais ninguém. "Sempre dissemos, desde o começo, que se nosso cliente ficasse em silêncio, nós deixaríamos sua defesa", declarou.   

Já o outro advogado do belga, Sven Mary, declarou que as pessoas têm o direito de saber a verdade e de tentar "entender o incompreensível". Na fase de investigação, a assistência legal não é obrigatória, mas o será quando começar o julgamento.   

Abdeslam é acusado de ser um dos terroristas que dispararam contra bares e restaurantes dos 10º e 11º arrondissements da capital francesa - seu irmão, Brahim, participou da ação, mas se suicidou.   

Sua prisão, ocorrida em março passado, na Bélgica, teria motivado os recentes atentados em Bruxelas, que deixaram 32 mortos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos