Londres se desculpa por discriminar italianos em escolas

LONDRES, 12 OUT (ANSA) - Após protestos da Itália e acusações de discriminação, o Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido pediu desculpas pelo governo britânico ter introduzido em alguns módulos escolares classificações que diferenciam italianos da Sicília e de Nápoles em relação ao restante do país.   

O embaixador de Roma em Londres, Pasquale Terracciano, disse nesta quarta-feira (12) ter recebido um telefonema do Foreign Office prometendo corrigir os questionários. Na última terça (11), o diplomata havia feito uma reclamação formal contra algumas categorias presentes em formulários de inscrição de colégios da Inglaterra e do País de Gales.   

Nesses documentos, os nativos da península itálica são divididos entre "italiano-siciliano", "italiano-napolitano" e "italiano (qualquer outro lugar)". Essa distinção regional irritou a Embaixada em Londres, que "lembrou" o governo do Reino Unido de que a Itália é um país unificado desde 17 de março de 1861.   

"O Ministério das Relações Exteriores britânico quer entender como isso pôde ocorrer, mas se empenhou em pedir modificações nesses módulos", declarou Terracciano. Pouco antes, o prefeito de Nápoles, Luigi de Magistris, havia feito duras críticas a esse sistema de classificações e chamado seus responsáveis de "ignorantes".   

"Não ouso imaginar que tipo de cultura emane de tais escolas e universidades. Quando li a notícia, senti vergonha por eles e pena pela profunda ignorância que os permeia. Não há palavras para comentar tal forma de racismo", afirmou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos