Socorristas ainda buscam desaparecido após explosão na Basf

BERLIM, 18 OUT (ANSA) - Mais de 24 horas após uma explosão na fábrica do grupo químico Basf na zona portuária de Ludwigshafen, na Alemanha, as equipes de buscas ainda procuram por um desaparecido. O incêndio foi controlado na manhã desta terça-feira (18), mas as altas temperaturas impedem o acesso à fábrica. No entanto, as buscas estão sendo realizadas na região portuária.   

Segundo o chefe dos bombeiros da cidade, Peter Friedrich, contou ao jornal "Der Spiegel" não está descartada uma busca pelo corpo no mar, já que o mais provável é que o homem, no momento da explosão, estivesse em um dos navios próximos ao incidente.   

Ao todo, dois funcionários da Basf morreram na explosão e cerca de 30 pessoas ficaram feridas. A responsável pelo departamento pessoal da empresa, Margret Suckale, informou que ainda há oito pessoas internadas, sendo que seis estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).   

As autoridades ainda mantêm o alerta para os cerca de 21 mil moradores de Ludwigshafen e Mannheim para que permaneçam em casa. A Promotoria abriu uma investigação para apurar as causas da explosão. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos