Corte de Cassação anula condenação de filho de Berlusconi

ROMA, 19 OUT (ANSA) - A Corte de Cassação da Itália, instância máxima da justiça italiana, anulou sem reabrir o processo a condenação contra Piersilvio Berlusconi e Fedele Confalonieri na noite desta terça-feira (18).   

Os dois haviam sido condenados a 14 meses de prisão por fraude fiscal no caso conhecido como "Mediatrade". A ação envolvendo o filho do ex-premier Silvio Berlusconi foi um desdobramento de outro processo que investigava a produtora de vídeos da família Berlusconi, a Mediaset, por crimes na compra e venda de direitos televisivos.   

Piersilvio e Confalonieri, presidente e vice-presidente da empresa, respectivamente, haviam sido condenados pela Corte de Apelação de Milão em março deste ano, mas com o regime de "suspensão condicional". A medida faz com que eles não precisassem ir para a prisão por causa desse processo e que só cumpririam a pena no caso de serem condenados por instância superior em outro julgamento.   

Em nota, a Mediaset "expressa satisfação" já que ambos haviam sido considerados inocente em primeira instância e só foram condenaram em segunda instância. Fontes informaram que os juízes tomaram a decisão por considerar que as acusações não constituem um crime. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos