Polícia atropela manifestantes anti-EUA nas Filipinas

MANILA, 19 OUT (ANSA) - Dezenas de pessoas, entre manifestantes e policiais, ficaram feridas nesta quarta-feira (19) durante um protesto em frente à Embaixada dos Estados Unidos em Manila, capital das Filipinas.   

Cerca de 700 indivíduos que pediam a retirada das tropas norte-americanas do sul da ilha de Mindanao e defendiam a política do polêmico presidente Rodrigo Duterte foram reprimidos pelas forças de ordem.   

Durante o ato, um carro da polícia atropelou várias pessoas e deixou ao menos 50 manifestantes e 30 agentes feridos, segundo as autoridades.   

De acordo com o líder do protesto, Renato Reyes, ao menos três ativistas foram levados ao hospital gravemente feridos e 29 pessoas foram presas. As autoridades alegam que o grupo de manifestantes não tinha autorização para fazer o protesto.   

As relações bilatérias entre Estados Unidos e Filipinas estão se deteriorando desde junho, quando Duterte assumiu a Presidência do país e instaurou uma política severa contra o tráfico de drogas, que já deixou mais de 3,5 mil mortos.   

Recentemente, o filipino causou polêmica por ter chamado o presidente norte-americano, Barack Obama, de "filho da p..." quando questionado sobre execuções de traficantes. Mesmo recebendo criticas internacionais por sua política, o governo de Duterte ainda conta com 76% de aprovação, segundo pesquisa realizada no início do mês. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos