EUA investigam possível venda de arquivos secretos da NSA

WASHINGTON, 20 OUT (ANSA) - Investigadores norte-americanos estão verificando a possibilidade de Harold Martin III, preso no início de outubro, ter colocado à venda parte dos documentos que hackeou da Agência Nacional de Segurança (NSA), informou o jornal "The New York Times".   

Martin, 51 anos, é um veterano da Marinha norte-americana com Ph.D. em sistemas de informação pela Universidade de Maryland.   

Ele trabalhou com diversas empresas para ajudar a criar protocolos de segurança nacional, de acordo com o "NYT".   

Segundo a publicação, os investigadores ainda não conseguiram comprovar a ligação entre Martin e o grupo Shadow Brokers, que disponibilizou códigos de internet dos documentos em um leilão.   

Mas, eles acreditam que o hacker não esteja colaborando com a Justiça.   

O "NYT" informou que foram encontradas algumas "pistas forenses" nos equipamentos apreendidos na casa de Martin, mas não se sabe ainda se esses gadgets foram invadidos por outros hackers ou se foi o próprio suspeito que forneceu documentos.   

Em depoimentos, Martin afirmou que pegou os documentos para "melhorar suas habilidades e ser melhor em seu trabalho" e nega ter passado os arquivos para outras pessoas.   

De acordo com o FBI, a polícia norte-americana, o material encontrado com o homem tem "muitos terabytes" e supera de longe a quantidade de documentos divulgada por Edward Snowden, no caso mundialmente conhecido como "Datagate". O então funcionário da NSA revelou ao mundo como os Estados Unidos monitoravam e vigiavam personalidades internacionais e diversas empresas multinacionais.   

Ainda conforme o FBI, Martin possui uma "coleção de documentos" dos últimos 16 anos que incluem dados da NSA, do Escritório da Diretoria Nacional de Inteligência e dos escritórios do Pentágono. Agora, a preocupação das autoridades norte-americanas é que esse material caia nas mãos de "serviços de inteligência hostis". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos