Acordo fiscal entre Itália e Vaticano entra em vigor

ROMA, 21 OUT (ANSA) - Entrou em vigor o acordo de colaboração fiscal assinado entre a Itália e o Estado do Vaticano, que havia sido firmado em abril deste ano, informaram a Agenzia delle Entrate, órgão público italiano que cuida das questões fiscais, e a Santa Sé.   

Além de promover a troca de informações com fins fiscais entre os dois Estados, recebendo o que há de mais importante e novo no assunto, o novo acordo institui um sistema simplificado de taxações do dinheiro e das atividades financeiras citadas em categorias específicas sobre sujeitos que morem na Itália.   

O documento estabelece que sacerdotes e demais religiosos, "dignatários, empregados, assalariados, mesmo que não estáveis, e aposentados da Santa Sé" além de instituições religiosas que atuem com fins financeiros "possam aderir às obrigações determinadas e quitação de impostos de renda de capital e sobre renda de diversas naturezas financeiras, que sejam devidas, ao imposto sobre as atividades financeiras ocorridas no exterior".   

As informações referentes aos anos de 2014 e 2015 precisarão ser solicitadas enquanto a partir de agora tudo será repassado automaticamente. Segundo o porta-voz do Vaticano, Greg Burke, a maior parte dos investimentos "são de pequeno alcance" feitos em anos anteriores por "titulares de contas-corrente no IOR [Instituto para Obras da Religião]".   

O acordo prevê taxar e cobrar impostos de pessoas que tenham feito investimentos no IOR, também conhecido como Banco do Vaticano, após uma série de denúncias de fraude fiscal na instituição. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos