Funcionários da Roberto Cavalli fazem greve após demissões

FLORENÇA, 28 OUT (ANSA) - Funcionários da grife Roberto Cavalli em Florença realizaram uma greve nesta sexta-feira (28), um dia depois de a empresa ter anunciado a demissão de 77 colaboradores na província. A marca italiana, que vem passando por uma grave crise financeira, já havia anunciado um plano de reestruturação que prevê o fechamento de seu escritório em Milão e a demissão de mais de 200 funcionários. Desse total, 77 são da sede de Sesto Fiorentino, na província de Florença. A Roberto Cavalli prometeu dar um "apoio financeiro" aos empregados, uma espécie de seguro-desemprego para ajudá-los até eles encontrarem uma nova fonte de renda. Uma assembleia de sindicatos da região decidiu fazer uma greve durante toda esta sexta-feira e também estabeleceu que, antes do dia 11 de novembro, será organizada uma mobilização junto com os funcionários de Milão. "A luta segue em frente, na espera de respostas concretas da empresa", disse Bernardo Marasco, dirigente da Confederação Geral Italiana do Trabalho (Cgil).   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos