Igrejas sofrem danos por terremoto e Roma calcula prejuízos

ROMA, 31 OUT (ANSA) - A capital da Itália, Roma, avalia nesta segunda-feira (31) os danos causados pelo terremoto de 6,5 graus de magnitude que sacudiu ontem toda a região central do país.   

Foi o tremor de terra mais forte desde 1980. Roma fica a 171 quilômetros de distância da cidade de Norcia, onde foi registrado o epicentro do terremoto, com profundidade de 10 quilômetros.   

Apesar da capital italiana não estar localizada exatamente sobre falhas geológicas, a estrutura da cidade tende a amplificar as ondas sísmicas. Além disso, Roma recebe milhares de turistas, concentra alguns dos principais cartões postais da Itália, como o Coliseu, e é a sede do Vaticano. Em novembro, peregrinos do mundo todo chegarão a Roma para participar dos eventos do encerramento do Ano Santo (Jubileu) católico. Mas o terremoto de ontem provocou sérios danos em igrejas de Roma. A Basílica vaticana São Paulo Fora dos Muros, uma das quatro basílicas papais de Roma e a segunda maior, após apenas da Basílica de São Pedro, sofreu alguns desabamentos. Uma rachadura já existe também se alargou com o tremor de terra de ontem e foram apontados danos na estrutura de um candelabro. A igreja ficou fechada ao público por algumas horas, mas depois foi reaberta. Outra igreja, a de Santo Ivo em La Sapienza, construída no ano 1642 por Francesco Borromini, sofreu danos em sua cúpula e precisou ser fechada como medida de precaução. Na Basílica de San Lorenzo, alguns pedaços do teto e de uma coluna desabaram e o local também ficou interditado temporariamente.   

As igrejas de São Francisco, de Santo Eustáquio e de São Barnabé ainda não calcularam os danos, mas fontes locais acreditam que precisarão ficar fechadas nos próximos dias. No Vaticano e na Basílica de São Pedro, não foram encontrados danos estruturais. O responsável pela equipe de bombeiros da Santa Sé, Paolo De Angelis, informou que há uma rachadura no museu da Basílica de Santa Maria Maggiore, mas ainda não há um balanço oficiail. Os principais cartões postais de Roma, o Coliseu e os Foros Romanos, também saíram ilesos do terremoto.   

Já a Ponte Mazzini, em Roma, foi fechada devido a abalos em sua estrutura, rachadura e vazão de água. As escolas também suspenderam as aulas hoje na Itália, que está em uma emenda de feriado. A prefeita de Roma, Virginia Raggi, informou que serão feitas inspeções ao longo do dia nos prédios públicos e nos momentos históricos para avaliar danos ou possíveis riscos de desabamentos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos