Morre Tina Anselmi, 1ª mulher a se tornar ministra na Itália

ROMA, 1 NOV (ANSA) - Morreu aos 89 anos de idade Tina Anselmi, a primeira mulher a se tornar ministra na Itália. Ela foi nomeada em 1976 como responsável pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social no governo de Giulio Andreotti.   

Tina Anselmi, que também foi eleita várias vezes ao Parlamento pelo partido Democracia Cristã, morreu na noite de ontem (31) em sua casa em Castelfranco, no Vêneto. O enterro está marcado para dia 4 de novembro. Após passar pelo Ministério do Trabalho, Tina Anselmi foi ministra da Saúde no quarto e quinto governo de Andreotti e deu seu nome à reforma que introduziu o Serviço de Saúde Nacional em 1981. Foi ainda presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a "Propaganda Dois", a "P2". "Com Tina Anselmi, vai embora uma figura exemplar da história republicana", lamentou o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi. "Partidária, sindicalista, empenhada na vida política e nas instituições, primeira mulher a ser ministra na história italiana. A sua luta pela paridade de gênero, contra a P2 e a sua forte e discreta personalidade foram exemplos para quem acredita na política como paixão para a liberdade", disse Renzi.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos