Após torcida por Hillary, Renzi liga para felicitar Trump

ROMA, 10 NOV (ANSA) - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, telefonou nesta quinta-feira (10) ao presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, para parabenizá-lo pela sua vitória na disputa pela Casa Branca.   

Durante a conversa, o premier reiterou a "importância estratégica da aliança entre os dois países e a vontade de trabalhar juntos" durante a presidência italiana do G7 no ano que vem.   

Ainda na fase da campanha eleitoral, Renzi não se preocupou em esconder sua torcida pela democrata Hillary Clinton, ainda que tenha destacado que não teria problemas em trabalhar com Trump, que deve visitar a Sicília em 2017, já que a ilha abrigará a próxima reunião do G7.   

Após a vitória do republicano, o primeiro-ministro desejou "bom trabalho" ao presidente eleito, mas o telefonema desta quinta é o primeiro contato direto entre eles. Recentemente, Renzi foi festejado por Barack Obama com um jantar de gala na Casa Branca, o último concedido pelo democrata.   

A Itália é uma das principais aliadas dos Estados Unidos na Europa, e Washington costuma encontrar em Roma chefes de governo bastante amigáveis, desde o conservador Silvio Berlusconi até o centro-esquerdista Renzi. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos